Site da rede
Artistasgauchos.com.br
artistasgauchos.com.br

Poesias

Pequeno desabafo egoísta

Ai que saudades de mim...

estou tão saturada de gentes
que sinto saudades de minhas solidões,
de chorar só,
de sentir-me no isolamento
de um báratro só meu
bucólico, longínquo e silencioso,
nada de pássaros cantando,
nem água correndo,
sem movimento,
onde até as folhas secas
são esmagadas em plena mudez.

Não vou para Pasárgada,
não quero ser amiga do Rei,
nem de ninguém
nem quero escolher alguma companhia qualquer
ou sequer a cama.
Para deitar-me já tenho a minha
vasta de travesseiros e cobertas.
Para povoá-la levarei apenas a mim
e um bom perfume,
como fazem as divas.

Quero sonhar comigo,
corpo sarado
vendendo saúde,
cuca fresca
oca de ideias requentadas,
livre de pílulas e cápsulas,
esquecida por completo
do significado amargo da dor.

Vou fechar os olhos
e sonhar macio,
sonhar profundo
no fim do mundo
sem analgésicos ou soníferos
e jazer sem sacrifícios.

Só sonhar
e um dia...
um dia acordar pra dentro.

Bárbara Sanco
18/09/2014