Site da rede
Artistasgauchos.com.br
artistasgauchos.com.br

Poesias

Bocados

Durmo só um terço da noite alta.

Levanto seminua,
Com um tanto de fome sei lá de quê.

Como uma fatia de vida torta.

Tomo uns goles de fel.

Sento no canto do sofá,
Já órfão das almofadas que eram tuas.

Brinco com a ponta dos pés
Entre os cacos de vidro.

O velho porta-retratos
Agora não é mais que lixo.

Recolho as sobras da foto.
Dói contemplar nossos sorrisos rasgados.

Cambaleio pelo corredor
Deixando rastros de unhas na parede.

Deito na metade da cama
Entre o excesso de travesseiros.

Cubro até o meio das pernas.

Leio quase um capítulo
Quase sem interesse.

As lágrimas por tua ausência
Seco na ponta de um lenço esquecido.

Engulo o resto de um choro salgado.

Não vejo o copo meio cheio.

Deixaste minha vida aos pedaços.


Poema publicado na antologia poética O Livro do Amor - Novos Poetas do Amor - ed. 2012.

Bárbara Sanco
00/00/0000